O SP Invisível é um movimento de conscientização através de histórias de pessoas em situação de rua na cidade de São Paulo. Um de seus maiores objetivos é abrir os olhos da população para que todos possam se ver por meio de um viés mais humano e, assim, interagirem e se conectarem cada vez mais. Tudo começou em 2014, durante um evento na Igreja Batista, quando os amigos e fundadores André Soler e Vinícius Lima, receberam a tarefa de fotografar tudo aquilo que fosse invisível na cidade de São Paulo. Após essa dinâmica, eles chegaram à conclusão de que: “invisível não é a pessoa que está ali, mas a sua história de vida...”

+2k

CÓPIAS VENDIDAS

Quando o pedido chegou para a equipe, nosso trabalho consistiu em, primeiramente, avaliar como poderíamos diagramar e produzir um livro que transparecesse a alma do projeto, já que teríamos ali o peso de 100 histórias ouvidas ao longo de 3 anos de trabalho nas ruas.

Felizmente, o resultado final foi muito bem aceito pelos idealizadores e apoiadores do movimento. Mais de x cópias foram vendidas e centenas de moradores e moradoras puderam ser ajudados por pessoas desconhecidas que tinham apenas um desejo em comum: fazer o bem.

"Eu tive a alegria e o privilégio de ver o SP Invisível nascer no coração e na mente do Soler e do Vini. Quando fui chamado pra fazer a diagramação do livro, o objetivo era tornar tátil a invisibilidade das pessoas em situação de rua, levando o projeto para um outro patamar de significado. Desenhar esse projeto gráfico foi aquela conexão de você fazer o que ama, ser bom no que faz, ser remunerado por isso e ter impacto no mundo."

leon marti, diretor executivo da Máquina do Bem