O Instituto Papel de Menino (IPM), por meio de visitas semanais à Fundação CASA, atua junto aos adolescentes que cumprem medidas sócio-educativas. Os voluntários do IPM estimulam, através das relações pessoais, a vontade de reinserção social, desenvolvendo atividades físicas, lúdicas e educativas, incluindo a qualificação profissional.

A proposta que chegou até nós foi a de revitalização total da marca, já que a antiga identidade não comunicava de maneira efetiva os valores e a missão do Instituto. Avaliamos todos os pontos indicados, traçamos a estratégia e começamos a estudar os primeiros passos para colocarmos a mão na massa.

+1.500

ADOLESCENTES
BENEFICIADOS PELA NOVA
REVITALIZAÇÃO

Depois de várias reuniões, foi a hora de construir e dar vida e corpo à marca, definindo seu território criativo, imagens e ilustrações, cores e formas. Optamos por manter as cores originais, no entanto, buscamos adicionar novos tons à paleta para criar diferenciação e memorização para a marca. Passamos por vários estágios de análise da proposta inicial, bebemos de referências inspiradoras, alinhando cada dimensão visual do projeto. Tudo isso guiado pelo nosso processo criativo, passando por esboços, que visam explorar variadas possibilidades de expressão e a partir deles desenvolver caminhos, dando significado, e, por fim concluir e refinar as ideias, aplicando-as em diversos pontos de contato relevantes para a marca. O resultado não poderia ter sido outro, foi sucesso total e amor à primeira vista.

"Lembro que numa das primeiras reuniões a cliente falou que a qualidade de uma sociedade é medida, em grande parte, através de como o Estado trata suas crianças. Isso me fez refletir e certamente influenciou no resultado final. Foi um prazer enorme fazer parte da equipe que teve a honra de tocar esse projeto e na minha opinião o resultado ficou sensacional."

andré santana, visual designer na Máquina do Bem